Criativo, eu? na mídia

DEPOIMENTOS

O 'Criativo, eu?' me encantou no dia em que vi um outdoor na cidade. A primeira ideia que veio na minha cabeça foi: eu preciso saber o que é isso. Fui procurar sobre o espetáculo e vi que seria em um dia que eu já tinha um compromisso inadiável. No entanto, quando algo precisa acontecer tudo ao redor conspira a favor e eu consegui ir ao evento de lançamento. E isso foi uma das melhores coisas que aconteceu nos últimos meses. O espetáculo foi perfeito e surpreendente, diferente de tudo que já vi até hoje. É algo que mexe com o pensamento das pessoas, tira-nos da nossa zona de conforto, e provoca sensações e descobertas. Com certeza sai de lá outra pessoa, com novas ideias e ânimo para realizar coisas diferentes. Obrigada ao Caio e toda a equipe envolvida no projeto pelo desenvolvimento deste trabalho tão envolvente!

Isis Almeida

Arquiteta e Produtora de eventos

Conheci Caio Viana quando ele foi meu aluno na Pós-graduação, e na própria sala de aula eu já via o potencial que ele tinha, e ao ver o espetáculo eu já sabia do que ele era capaz de fazer. É um espetáculo que vale muito a pena assistir, vale prestarmos atenção ao que ele repassa. Realmente ele é uma pessoa criativa e ele consegue transmitir isso nas informações que ele passa para o público através desse show. Fica a dica: quem realmente quiser investir em criatividade, assista que vale a pena!

Carolina Barroca

Jornalista e Professora Universitária

Criativo Eu, foi uma experiência única que uniu arte e ciência gerencial com a intenção de divertir, instruir e inspirar novas possibilidades de colaboração entre dois campos tão férteis da atividade humana. Ele foi instrutivo, motivacional e de uma energia boa posto que baseada numa biografia curiosa, para dizer o mínimo. Gostei desde o primeiro momento, mesmo quando ainda não estava muito claro qual seria o produto final, e, quando ficava me perguntando o que ele traria de novo ou como aquela ideia me desafiaria. E aí aconteceu com muito charme, carregado de significados e provocações sutis - seja quando desafiava o politicamente correto na figura do menino que driblava o "pai" (e em nome do pai) ou quando afirmava a tão politicamente desejável perspectiva da sustentabilidade. Parabéns, fico na espera da próxima oportunidade de pensar gestão a partir de uma narrativa leve que mistura tão bem ciência e teatro, dança e música.

Ari D'Lima

Consultor e Professor do IFPB

Muito feliz por você Caio!!! Foi surpreendente e extremamente motivador!!! Obrigado por compartilhar a sua história e principalmente o seu talento.

Richard Lima

Empresário

Please reload